“Quando eu ouço alguém suspirar, “A vida é dura”, eu sempre sou tentado a perguntar, “Comparado a que?” -Sydney J. Harris

Li há algum tempo atrás um livro do autor Robeto Shinyashiki – Tudo ou Nada. Nesse livro ele menciona que a nossa vida é cíclica, temos um momento em que tudo está bem, e depois por alguma circunstância da nossa vida, acontece algo e temos entre mão um problema. Nessa situação geralmente temos de agir rapidamente para que esse problema não se torne uma bola de neve. As pessoas que encontram uma solução passam por isso e esquecem, as outras que não pensam no problema deixam a coisa andar têm uma “vida dura”. Comparada com que?

Todos os dias ao acordar e antes de saltar da cama tiro 5 minutos para falar comigo e com “Deus” (não sei se é Deus, um ser superior, uma força, não sei, mas falo com ele), e a primeira coisa que digo é :

“-Sou grata, agradeço a cama que tenho, a roupa que visto e a casa que me acolheu esta noite. Agradeço o dia de ontem que foi maravilhoso e o dia de hoje que vai ser espetacular.”

O meu marido diz que eu levanto-me sempre bem disposta, quem não se levantaria quando vê tudo de bom que tem ao seu redor, marido maravilhoso, filha incrível, com bom aproveitamento na escola, amigos ao meu redor com quem falo todos os dias, um trabalho que me permite fazer o que gosto, ajudar pessoas a realizar os seus sonhos, não os meus o deles, pais e irmão ainda ao pé de mim, não vou continuar se não não paro.

E ainda dizem que a vida é dura. Comparada com que?

Quem não tem roupa, ou vê o seus entes queridos sem se desenvolverem normalmente, ou com problema de saúde, ou já não os tem cá, pessoas que não tem água, ou roupa para vestir, ou 0,50€ no bolso para comprar um doce ao filho.

Eu decidi há algum tempo atrás a forma de vida, o estilo de vida que gostava de ter, as coisas que gostava de fazer, de ter ou como gostava de ser.

Penso que quando nascemos é nos dado um livro em branco com uma caneta que serve para escrevermos a história. Qual história? A que tu queres, com a tua mão na caneta tu tens o poder nas mão de realizares, seres ou fazeres tudo o que tu quiseres, basta primeiro sonhar acreditar nesse sonho e colocar ação. A vida com que sempre sonhas-te esta a tua espera, agarra no livro e começa a escrever já.

 

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments