Um rapaz procurou Sócrates e disse-lhe que precisava contar algo.

Sócrates ergueu os olhos do livro que lia e perguntou:

– O que me vais contar já passou pelas três peneiras?

– Três peneiras?

– Sim. A primeira peneira é a Verdade. O que queres contar dos outros é um facto? Se ouvis-te de terceiros, a coisa deve morrer por aí mesmo.
Suponhamos então que seja verdade. Deve então passar pela segunda peneira: a Bondade.
O que vais contar é coisa boa? Ajuda a construir ou a destruir o caminho e a fama do próximo? Se o que queres contar é verdade e é coisa boa, deverá passar ainda pela terceira peneira: a Necessidade.
Convém contar? Resolve alguma coisa? Ajuda a comunidade? Pode melhorar o planeta?

E, remata Sócrates: – Se passar pelas três peneiras, conta! Tanto eu, como tu e o teu  irmão podemos beneficiar?. Caso contrário, esquece e enterra o assunto todo.

Adorei simplesmente .

Passamos a vida a falar de coisas que muitas vezes não têm importância, se pensarmos mais no que queremos dizer nunca sairia asneira pela nossa boca, nem nunca magoávamos ninguém com as nossas palavras.

Para a próxima quando quiseres contar alguma coisa a alguém lembra-te das três peneiras, se é verdade, se contem bondade e por fim se realmente é necessário.

Forte Abraço e Beijinho Grande

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments