Woo Sing e o Espelho

Um dia, o pai de Woo Sing trouxe um espelho da grande cidade e pendurou-o na sala.

Woo Sing nunca tinha visto um espelho. Quando viu o espelho não compreendeu o que era e pensou que estava ali outro rapazito. Muito contente, achou que o menino viera brincar com ele. Riu e acenou e o menino no vidro fazia a mesma coisa, exactamente da mesma maneira. Falou amigavelmente com o desconhecido, mas não teve resposta. Pensando que o menino não o ouvia, Woo Sing resolveu aproximar-se. Mas quando começou a avançar o menino imitou-o.

Woo Sing achou estranho este comportamento, pensou que o menino estava a gozar com ele pois imitava tudo o que ele fazia. E quanto mais pensava nisso mais zangado ficava. Então reparou que o menino também estava zangado. Isso exasperou-o e, irritado, deu-lhe um estalo. Magoou a mão e foi a correr para o pai que lhe disse:

– O menino que você viu era a sua própria imagem. Isso deve ensinar você uma lição importante: tente não perder a cabeça com as outras pessoas. Você bateu no menino e só conseguiu machucar-se a si mesmo.

Já tentas-te colocar-te frente a um espelho 5 minutos? É um dos exercícios de auto-conhecimento mais difícil, parece fácil, mas não é. Proponho-te que faças a experiência.

Uma pessoa que perde a cabeça facilmente nunca poderá ser um líder, ou uma pessoa de grande sucesso, pessoas que não respeitam o ser humano com um individuo igual ao outro não são dignas do amor que cada um transporta.

De que serve perderes a cabeça, pensa um pouco. Sempre que isso acontece arrependes-te, de gestos ou palavras que fizeste ou disseste. Magoas alguém, mas o mais magoado és tu. A tua alma fica doente, o coração doí e a consciência não para de pensar. Carregas um sentimento que corrói o coração e destrói.

Vive a vida com entusiasmo paixão e tranquilidade, e se no caminho ajudares outros a terem os mesmo princípios isso é maravilhoso.

Comentários

comentários

Powered by Facebook Comments